A Beira do Abismo me Cresceram Asas

24, 25 e 26 de Maio

Com um público de cerca de 70 mil pessoas, a comédia dramática “À Beira do Abismo me Cresceram Asas”, com dramaturgia e direção de Maitê Proença, estreou no Rio de Janeiro em 2013 no Teatro Leblon com as atrizes Maitê Proença eClarisse Derzié Luz (indicada ao Prêmio Cesgranrio e APTR de Melhor Atriz por esta peça), depois passou por São Luís (MA), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR) e esteve em cartaz em São Paulo no teatro FAAP e Teatro Itália, então voltou para estrada e aportou em quatro grandes cidades do país: Natal (RN), Recife (PE), Belo Horizonte (MG) e Brasília (DF) sempre com enorme de público e crítica.
No primeiro semestre de 2014, o espetáculo fez duas lindas temporadas populares no Teatro Carlos Gomes e no Centro Cultural João Nogueira – Imperator, e uma temporada no Teatro Fashion Mall. O espetáculo ainda virou livro e seu lançamento foi na estreia da temporada no Teatro Fashion Mall.
Mais uma vez viajou pelo Brasil se apresentando em Maceió (AL), Lorena (SP), Florianópolis (SC), Campinas (SP), Jundiaí (SP), fez um espetáculo gratuito em Caxias (RJ), Fortaleza (CE), Belém (PA), Juiz de Fora (MG), Petrópolis (RJ) e fechou o ano com uma temporada popular no Sesc Tijuca no Rio de Janeiro.
Em 2015, com uma nova atriz no elenco, Ana Lúcia Torre, que interpretou Terezinha, ao lado de Clarisse Derzié Luz, fez-se o circuito da prefeitura de SP nos Teatros: Teatro Cacilda Becker, Teatro Flávio Império, Centro de Formação Cultural da Cidade Tiradentes e Circuito Céus também de SP: Parque São Carlos, Uirapuru, Jaguaré, Capão redondo, Aricanduva, Tiquatira, Alto Alegre e Parque Anhanguera. Em 2016 na CAIXA Cultural Salvador e desde então faz apresentações diversas pelo país.
O texto poético, repleto de emoção e bom humor, leva o público às gargalhadas com o diálogo entre Terezinha (Maitê Proença) e Valdina (Clarisse Derzié Luz). Sem as máscaras habituais da juventude, sem qualquer cerimônia, as personagens falam sobre qualquer assunto – sexo, diferenças entre homens e mulheres, abandono, o bom e o ruim.
Embora diferentes na personalidade, Terezinha (86) e Valdina (80) têm em comum a praticidade dos que aprenderam a simplificar a vida, já que não há tempo para complicá-la. Valdina leva o dia a dia com otimismo, sem nostalgias, mas não se engane, ela carrega um grande segredo. Terezinha é de temperamento carrancudo, ainda que bem resolvido.
Maitê Proença criou o texto que faz refletir sobre o tempo, as emoções da vida, a solidariedade e a importância de compartilhar, em um misto de humor e delicadeza.

SERVIÇOS


24, 25 e 26 de Maio

Sexta e Sábado às 21h e Domingo às 19h

Comédia

Duração: 75 Minutos

12 Anos

R$ 80,00 / R$ 40,00

Vendas na bilheteria:
quarta a sexta, das 13h às 21h.
Aos Sábados das 11h as 21h.
Aos domingos, das 13h às 19h.

Ponto de vendas sem taxa:
Teatro Colinas

Formas de pagamento:
Dinheiro, cartões de crédito e débito.

Capacidade: 324 lugares

PARA COMPRA ON LINE

COMPRE AQUI

Av. São João, 2200 - Jardim Colinas, São José dos Campos - SP

Fone: (12) 3204- 5236

contato@teatrocolinasshopping.com.br